Câmara entra na guerra contra o mosquito Aedes Aegypti

17-02-2016

A Câmara, em parceria com a prefeitura de Nova Lima, está se mobilizando na luta contra o mosquito causador da zika, dengue, chikugunya, com objetivo de divulgar e orientar a população como combatê-lo, pois o perigo aumentou.

Esse é um trabalho de equipe, numa luta de todos contra um. Legislativo,Eexecutivo e População em favor da saúde e da vida e contra um único inimigo: o Aedes Aegypti.

Da dengue muito se sabe, da chikungunya também, mas o zika vírus ainda é uma incógnita pra a ciência, que está estudando e fazendo pesquisas incessantes a fim de descobrir uma forma de paralisar esse vírus.

Segundo o portal da saúde do governo, o Brasil e os EUA iniciaram, no estado da Paraíba, estudos sobre a associação da microcefalia (anomalia no desenvolvimento do cérebro do bebê) ao vírus da zika. Conforme a mídia vem transmitindo, a maior incidência de casos da doença foi registrada na região nordeste do país. Mas já se sabe que o mosquito não respeita fronteiras e as demais regiões do Brasil também entraram na estatística, assim como outros países. A guerra é mundial, e enquanto a vacina não é desenvolvida pelos pesquisadores, o único r
emédio é a prevenção.

Com apenas meio centímetro, o Aedes Aegypti é capaz de muito, mas com o apoio consciente de todos é possível vencê-lo. Acreditando nisso, a Câmara quer movimentar toda a cidade conscientizando a população da necessidade de exterminar todos os focos de proliferação desse vetor. E a arma dos cidadãos nesse combate é a agilidade, uma vez que o desenvolvimento da larva em mosquito ocorre em aproximadamente 7 a 10 dias

Sábado, dia 20 de fevereiro, às 8 horas haverá uma mobilização no Bicame para a conscientização do combate ao mosquito. Participe! Diga não à água parada e diga sim à saúde de sua família!

Dengue

 

 


Veja também

[newsman-form id='1' horizontal]